Home

facebook-is-watching-you

Todas as fotos no meu facebook são presunções minhas. Presunções da pessoa que queria ser. Pontos de vista que queria que as pessoas tivessem ao me ver. No facebook somos uma escultura vista apenas de um ângulo. E ainda bem, porque há muitas raparigas que escolhem óptimos ângulos.

O mural do facebook é uma folha em branco, ansiosa por ser preenchida. Todos os dias uma nova oportunidade para parecer erudito. E todos os dias a deixamos cair por terra. Por falar em terra vamos jogar farmville?

Adoro quando metem tags nas fotos onde apareço, normalmente não estou suficientemente ridículo nas que eu próprio publico.

O processo de acasalamento do ser humano hoje em dia passa claramente pelo facebook. E a National Geographic ainda não se lembrou disso.

O facebook é muito mais que uma rede social é o nosso jornal diário. Criamos as nossas próprias notícias e vendemo-las aos nossos amigos por massagens ao ego que são dadas em forma de likes, partilhas e comentários.

Adoro o facebook, quanto mais ando para baixo no mural à procura de histórias para me entreter, mais facilmente percebo o quão deprimente é a minha vida. (Peço desculpa se vos fiz lembrar de alguém). Acontece-me o mesmo quando vejo o telejornal, mas aí percebo que não estou só e desaperto um pouco o nó.

Todos os meus amigos têm vidas melhores que a minha e ainda bem (lá está a mulher da vizinha é sempre melhor que a minha) porque todos os anos aguardo ansiosamente pelas suas férias de verão. Graças a eles, no ano passado andei pelos 5 continentes. A minha vida tem vista de janela grande para a vida dos outros. Além de passar férias a ver as suas, nem vos digo o quanto gosto de ver as namoradas dos meus amigos.

Like

Eu faço pino sempre que alguém mete um like no meu facebook, tenho orgasmos múltiplos, choro e riu com o descontrolo das emoções, aquece-me a alma, fico tão eléctrico que chego a vender electricidade a EDP e faço fortuna. Sinto a vossa aprovação como quem aprova um novo iogurte sabor kiwi – cenoura. O coração bate mais depressa e não só. A minha respiração fica tão acelerada que me chegam a passar multas por excesso de velocidade, os meus olhos abrem-se quase tanto como a vagina da Cicciolina. Fico azul, verde, da cor do sangue. As minhas mãos transformam-se num oceano de suor onde o Michael Phelps poderia vir treinar os 100m crowl, entre o polegar e o anelar. E por isso mesmo vos digo, metam lá o like para eu repetir tudo isto outra vez.

Algumas pessoas são tão miseráveis que nem likes dão.

Se este texto não der resultado para a próxima faço uma publicação a dizer bom dia.

Mais sobre o facebook:

Relacionamentos no Facebook Web 2.0

O Facebook é coisinha para coiso

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s