Home

O lado mau de ter uma namorada espanhola é que às vezes não percebe o que eu digo, o lado bom de ter bom de ter uma namorada espanhola é que às vezes não percebe o que eu digo. À parte disso ter um relacionamento com alguém que se diz ser «nuestra hermana» não é assim tão mau e ainda não tive problemas com o incesto. Exceptuando um ligeiro pormenor, no início da nossa relação dizia-me frequentemente que deixa-se de ser português. Eu orgulhoso do meu país ficava irritadíssimo, mas no fundo sempre percebi que só queria o meu bem e foi até hoje o melhor conselho que alguém me deu.

«Deja de ser portugués»

Todos os dias tento ser menos português, não me atirem já pedras ó nacionalistas, tento ser um cidadão do mundo e de nenhuma pátria em particular, sosseguem patrióticos aguerridos, eu posso explicar.

Herdei genética portuguesa de pai e mãe, eu sei, um mal nunca vem só… Irrita-me acima de tudo a cultura de lamúria dos portugueses, apesar de achar que dá origem a fados lindíssimos, no dia-a-dia não dá jeito nenhum. Um português normal não derrama um copo de leite e chora pelo leite derramado. Um português normal derrama um copo de leite, chora pelo leite derramado, lamenta-se pela toalha molhada e reza uma profissão de fé pela vaca. Isto se for durante a semana, porque ao fim de semana ainda vai a Fátima a pé oferecer meio quilo de feijão e um alqueire de milho a Nossa Senhora, para nunca mais voltar a derramar copos de leite.

Eu não queria dizer nada, mas acho que em 1807 todos os portugueses que apresentassem ser demasiado positivos e felizes eram deportados para o Brasil, mandados pelo príncipe-regente Dom João de Bragança. E vinham de lá em troca alguns escravos apenas para serem miseráveis. Só assim se explica os nossos cidadãos hoje em dia e esta diferença com o povo do Brasil. Não me venham com tretas do clima e mais não sei o quê. Parece-me óbvio que durante o êxodo da corte portuguesa para o Brasil houve uma selecção de candidatos a abandonar o país com base no optimismo e na imunidade à depressão. A família real seleccionou os melhores portugueses para irem nas embarcações, dando assim bom ambiente à viajem e optimismo para um futuro melhor. Em troca, à chegada ao Brasil, todos os cidadãos que apresentação ser demasiado pessimistas e estivessem a dar más vibrações eram deportados para esse pequeno país chamado Portugal.

Deixem de pensar que somos reconhecidos no estrangeiro pelo Ronaldo ou pelo Mourinho, somos reconhecidos pelo nosso fatalismo, de quem ganha o Euro Milhões e entra em depressão por não saber o que fazer ao dinheiro…

Tudo o que Portugal tem de melhor foi um presente da natureza, onde em nada tivemos influência. Desde o clima, às praias, à claridade, às paisagens magníficas. De resto é só esperar que os portugueses não lixem mais isto! Porque está bom como está! Porra! Tivemos essa sorte, ganhámos a lotaria geográfica.

Portugal é um óptimo país é pena é ter tantos portugueses.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s