Home

 Foto: classificados Jornal de Notícias

Qualquer pessoa que dê de caras com o Correio da Manhã (ou outros jornais do género, não quero discriminar ninguém) sem saber nada deste país, só poderá pensar que a Prostituição é legal. Num país que muitas vezes parece tão pudico é bastante surpreendente a facilidade com que se anuncia no meio de um jornal, um serviço que supostamente é ilegal.

O mais estranho é que isto não é admissível de acontecer com mais nenhum serviço ilegal, eu não vejo nenhum anúncio no jornal que ilustra a agricultura de canábis. O que é um paradigma muito claro da relação que o nosso país tem com meio am
biente. Proíbe que se plantem belíssimos campos verdejantes e naturais, mas permite que se depositem quantidades hediondas de latex nas margens das estradas nacionais.

Os anúncios multiplicam-se nos classificados e devo dizer que são anúncios de óptima qualidade, em muitos casos com meninas dignas de serem coelhinhas de Hugh Hefner. Por isso queria deixar aqui uma sugestão ao leitor, como sabe estamos em tempos de crise, e não nos podemos esquecer que os jornais são muito mais acessíveis que as revistas eróticas e meus amigos, o Correio da Manhã se já não o é, poderá muito bem transformar-se na playboy dos pobres. Pensem nisso.

Eu já levo mais de duas décadas de vida e ainda não percebi porque é que a prostituição é ilegal, para além de ser a profissão mais antiga do mundo é também no meu entender a profissão mais exercida no mundo. E não me venham já dizer que eu ando rodeado de putas. Se calhar até ando. Mas todos nós nos prostituímos quando colocamos interesses materiais à frente de princípios ou ideias.

A única razão para os políticos não legalizarem a prostituição é o medo da concorrência. Querem ser únicos a nos foderem. Além disso o governo aumentou o IVA da água e manteve o do vinho reduzido. Que grande porco. Facilita a embriaguez metal dos cidadãos, para depois os poder violar à vontade. Não só fisicamente, mas principalmente através de leis absurdas de austeridade, para as quais devido à embriaguez mental e física, não possuímos o discernimento necessário para as contestar.

Quero aqui deixar bem claro que eu sou a favor da prostituição como medida de prevenção rodoviária. Qualquer menina que trabalhe na margem de uma nacional deste país é bem mais eficaz do que um radar. Para além de não nos passar multas, elas conseguem abrandar o trânsito com mais eficácia do que qualquer semáforo ou polícia. Se o condutor comum vê um sinal na estrada de velocidade máxima 80km/h, nunca passará a menos de 120km. Não tem tempo a perder. Agora se o mesmo condutor se cruzar com uma puta, mesmo que o sinal seja de 120km, abranda até aos 50km para ver melhor. Não só a população masculina, mas também a população feminina que gostam de ver o que andam os homens a comprar.

Mas infelizmente o que eu tenho visto é deprimente. Apesar de nunca ter recorrido nem pretender recorrer a estes serviços, sou uma pessoa que faz muitas viagens de automóvel e o que poderia ser uma viagem com vista agradável, muitas vezes é apenas paisagem maltrapida. Que repugna.

Se fosse uma pessoa educada, perguntar-me-ia como é que existem prostitutas onde a beleza física não primazia. Mas como não sou, pergunto-me, como é que há tanta puta feia por este país fora? Aquilo são senhoras que nem a pagar se safariam com um Homem decente, quanto mais lucrar com isso. Temo, que o futuro desta nação esteja perdido e isso vesse com a qualidade das putas que temos. Parecendo que não, isto diz muito sobre os portugueses, o que lhes interessa é libertar a agonia interna. Não olhando a meios para isso, sendo medíocres na satisfação do próprio prazer. Se não são exigentes no prazer pessoal como serão na exigência colectiva deste país?

Por isso, mais uma vez repito, as putas (com todo o respeito que merecem) são o reflexo do nosso país, se as mantivermos bonitas, sexy e cheirosas, teremos um país que belo, higiénico e sensual.

Tendo isto em conta, é para mim inconcebível, que uma pessoa que está desesperada e vai ter de pagar para fuder (digamos as coisas como elas são) que o faça numa menina que é nojenta. Claro que muitos dirão – Ah e tal mas é a crise, eu realmente gostava de fuder uma puta boa, mas não tenho dinheiro para a puta boa. – Ao que eu responderei. – Então bate mais à punheta foda-se! Pratiquem mais a masturbação. Qual é a lógica de gastar menos numa (inserir eufemismo de prostituta) feia? Mais vale guardar e poupar para depois investir numa (inserir novamente eufemismo de prostituta, até porque este texto excede em larga medida a quantidade aceitável que se diz puta. Porra, lá estou eu outra vez, e agora é uma massada porque uma vez que a palavra é escrita, já não dá para apagar, a não se que se use a tecla delete ou undo, mas isso agora seria chato, até porque existem tantas outras que só adicionam e não apagam. Por isso ficamos assim. Tá bom. Pronto.) boa.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s