Home

Caiu uma maçã na cabeça de Isaac Newton, deu-lhe para descobrir a lei da gravidade e para o lanche, em Portugal caiu-nos uma bola, deu-nos para alimentar muita gente e para descobrir a lei do assédio a árbitros. Newton dizia que conseguia calcular o movimento dos corpos celestes, mas não a loucura das pessoas. O que será que diria agora com o futebol?

O futebol é a maior força gravítica existente no nosso país, uma força superior que nos leva não só a jogar futebol, como também a ver futebol, a falar do futebol, a comparar o futebol, a comparar os jogadores, a comparar as mulheres dos jogadores, a insultar árbitros, a insultar as mães dos árbitros e imagine-se até há quem escreva sobre o futebol.

O futebol é a base de todas as coisas em Portugal, se falarmos de medidas, certamente o leitor terá dificuldade em perceber quantos são 184 mil hectares, mas se lhe disser que é uma área igual a 60 campos de futebol, de certo que perceberá de imediato a dimensão do terreno! Isto anda de tal maneira que daqui uns tempos não me espantaria que tivesse de explicar que 5 metros e 55 centímetros é o equivalente a 3 Cristianos Ronaldos! Ou que 400 mililitros é o equivalente ao silicone das mamas da mulher do Beckham!

As comparações não acabam por aqui, uma pessoa que termine uma corrida em 6º lugar é equivalente a um Benfica, um miúdo que roube um chocolate numa loja é claramente um Duarte Gomes e a pessoa que paga a para tirar esse chocolate é obviamente um Futebol Clube do Porto!

O futebol influencia-nos e é influenciado por nós, faz parte das nossas noticias, das nossas conversas, das nossas discussões e por grande parte dos assaltos a estações de serviço. Causa-nos momentos de alegria, e também fica com grande parte do dinheiro dos nossos impostos, para a construção de novos estádios, grandes e belos estádios que por sua vez são invadidos por multidões de 4 pessoas que vão assistir ao jogo. Para os portugueses o futebol é uma necessidade quase fundamental à sua sobrevivência, em muitos casos até mais importante que respirar e ter comida em cima da mesa.

Por alguma razão é o desporto rei, num tempo de democracia.

Anúncios

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s